As alianças são mais do que acessórios. Elas representam um comprometimento no relacionamento do casal. Por isso, ao escolher a sua é preciso fazer uma pesquisa para ver várias opções. Nesse processo, você vai reparar que é comum virem acompanhadas de um anel solitário. Mas por que usar um junto com a aliança? Como ele surgiu? Todas as perguntas estão respondidas abaixo.

Anel de noivado em uma caixinha azul.
A história das alianças começou Antiguidade, em especial, no Egito. Porém, do solitário começou mais recentemente. (Reprodução/Unsplash)

O que é um anel solitário?

Anel com uma pedra central solitária (sozinha). Em geral, dado como anel de noivado ou aparador de alianças. Isto é, no pedido de casamento, ao invés de apresentar a aliança, pode pedir com um anel solitário e só no dia do casamento acrescentar as alianças, é assim que costuma acontecer nos Estados Unidos. O outro caso, do aparador de alianças, é para simplesmente complementar a beleza da aliança ou segurar quando ela estiver larga.

Além disso, esse anel passou a ser usado por debutantes e formandos. Desse modo, vemos o quanto está se popularizando. Ademais, antes os modelos eram um anel liso com a pedra se destacando, enquanto atualmente estão fazendo algumas versões incrementadas, mas é você que escolhe se prefere a versão clássica ou contemporânea.

Em relação a qual pedra escolher, antes era sempre o diamante, contudo, agora estão tendo opções com pedras sintéticas, como a zircônia que é econômica e bastante parecida com o diamante. Sobre a cor do ouro, o mais comum no solitário é ouro amarelo ou ouro branco!

Anel solitário da Altar Alianças de Ouro 18K e pedra central de zircônia.
Anel solitário da Altar Alianças de Ouro 18K e pedra central de zircônia.

Onde surgiu?

O primeiro uso datado, foi em 1423, por Sir William Hankford, chefe da justiça da Inglaterra, para presentear sua neta encomendou um anel liso com uma pedra de diamante grande no topo.

Depois, em 1477, Maximiliano I, Arquiduque da Áustria, mandou fazerem um anel com o diamante mais puro que encontrasse para sua noiva, Maria de Borgonha. O que deu origem na elite a esse costume. Nessa fase, era realmente os mais ricos que tinham acesso a esse tipo de anel, porque diamantes eram muito difíceis de se obter, de acordo com que foram encontrando novos lugares com reservas de diamantes passou a ser mais acessível.

A cravação Tiffany

O que fez realmente os solitários se popularizarem foi a invenção da loja TIffany. Em 1886, o dono Charles Lewis Tiffany criou o design de uma nova peça. Era um anel de noivado, mas dessa vez a pedra era cravada (encaixada/colocada) de forma diferente, com seis garras a segurando! Cada garra tem a mesma distância uma da outro, elas impedem que a pedra saia do lugar, ao mesmo tempo o incrível é que ela parece estar flutuando no ar. Ele patenteou isso como  Cravação Tiffany®, ou como seria no original “Tiffany® Setting”.

Mais do que isso, Charles também se preocupava com o brilho do diamante. Portanto, essa cravação é ótima pois tem muitos lugares para luz passar, fazendo a pedra brilhar e aparecer mais.

Esse modelo é o mais usado e conhecido para anéis solitários. Sendo que é super comum nos Estados Unidos noivar com esse tipo de anel. Enquanto isso, no Brasil, está aparecendo cada vez mais nas lojas de alianças, opções variadas de solitários, mostrando que o público está comprando mais essa peça.

Modelo clássico de anel solitário da Tiffany. Ouro amarelo e diamante central.
Modelo clássico da Tiffany. Curiosidade: você provavelmente ouviu falar da Tiffany, porque aparece no livro/filme Bonequinha de Luxo. (Reprodução/Tiffany & Co.)

Onde adquirir?

Por fim, você entendeu sobre o que é o anel solitário e como ele surgiu, mas agora onde comprar? Na Altar Alianças! Aqui o preço é acessível, os modelos são diversos e você já aproveita para comprar as alianças junto. Dessa forma, converse com uma atendente, no WhatsApp ou direct do Instagram, que vamos te auxiliar em todas as dúvidas e te ajudar a encontrar o modelo perfeito para você.

Me conta nos comentários o que achou dessas curiosidades e como seria seu anel solitário dos sonhos!

Deixe uma resposta