Gary D. Chapman escreveu o livro “As Cinco Linguagens do Amor” para falar como os casais poderiam melhorar seu entendimento dentro da relação.

Isto é, através de ambos entenderem como expressam o amor, para poder demonstrar seus sentimentos da melhor forma.

Então, é necessário aprender um pouco sobre cada linguagem do amor para identificar qual a sua e qual a do seu parceiro, sendo elas:

  1. Palavras de afirmação
  2. Tempo de qualidade
  3. Atos de serviço
  4. Presentes
  5. Toque físico.

A linguagem “toque físico”, por causa de seu nome costuma ser mal interpretada, porém, ela é muito comum.

Por isso, confira abaixo o que é e o que fazer caso seja a linguagem da pessoa que você ama.

casal se abraçando feliz
Uma forma mais simples de descobrir é pelo teste do IBC. (Reprodução/Pexels)

O que significa o toque físico da linguagem do amor?

Toque Físico é uma linguagem não verbal do amor, ela se refere a expressar e receber afeto através do toque e da proximidade física.

Como: beijar, abraçar, segurar a mão, sexo, massagem, entre outros.

O que faz sentido, visto que o toque físico ajuda a construir uma conexão maior nas relações e libera um bom hormônio chamado “oxitocina” (o “hormônio do amor”).

Apesar de muitos pensarem que se resume a satisfazer desejos sexuais, o toque físico na verdade está mais relacionado a necessidade de se sentir visto e seguro.

Clicar para conhecer os modelos da Altar Clicar para conhecer os modelos da Altar

Dessa forma, os pequenos gestos, como andar de mãos dadas em público ou ficarem juntinhos enquanto assistem TV, importam mais do que ganhar presentes.

Portanto, se seu parceiro (ou parceira) se sente querido através do contato físico, conversem sobre como você pode demonstrar mais isso para ele. De modo que ambos fiquem confortáveis.
 
Casal de garotas abraçadas
Lembrando que uma pessoa pode -e deve- demonstrar seu amor de mais de uma maneira. Porém, uma costuma predominar. (Reprodução/Pexels)

Quero falar com a Altar

Como expressar amor através de contato físico?

Maneiras simples de fazer alguém que gosta de toque físico se sentir bem:

  • Demonstrar afeto em público
  • Massagens
  • Ficar de mãos dadas
  • Dançar juntos
  • Ficar de conchinha
  • Se exercitar/praticar esportes juntos
  • Abraçar
  •  Beijar

Existem mais modos, desde colocar a mão no ombro em forma de apoio, ficar aconchegados, etc.

São modos da pessoa entender que você está prestando atenção nela e se importa.

Casal abraçado, ele está dando um beijo na testa dela. Ambos vestem camisas brancaas.
Algumas pessoas depois de compreender qual a linguagem do amor do outro, a usam para manipular e magoar. Isso não é nada saudável, o objetivo disso é justamente se entenderem melhor. (Reprodução/Pexels)

E se você não gostar de contato físico?

Inicialmente, falei sobre como é essencial conversar com seu namorado/marido para saber o que ele gosta do toque físico e com qual frequência para que fique confortável para ambos.

Afinal, se você se sentir mal de alguma forma, não é um benefício para o relacionamento de vocês.

Por isso, é importante esforço da parte dele também, para conhecer a sua linguagem do amor.

O contato físico pode não ser natural para você, o que não é um problema.

Às vezes você simplesmente não gosta, ou veio de um lar que não demonstrava afeto assim. A

lém de que, pode ter passado por algum trauma no passado, entre outras possibilidades.

Por isso, é necessário conversar com seu parceiro para ele entender que sua distância não é um problema com ele e que vocês podem trabalhar nisso, para chegar em um equilíbrio.

Andando de dedos mindinhos dados
Se você tem dificuldade, comece aos poucos. Seja dando as mãos, sentando perto, etc. Dependendo do motivo, é bom ter acompanhamento com um psicologo para te ajudar. (Reprodução/Pexels)

Como lidar com a distância?

Para alguns casais, se comunicar pelo toque físico nem sempre é uma opção.

Seja em relacionamentos à distância, viagens de negócio, alistamento militar.

O que é uma dificuldade em geral, mas que se torna especialmente dolorosa para os que tem a linguagem do toque como a principal.

Por isso, algumas dicas:

  • Vídeo chamadas: mesmo não sendo um substituto, traz uma aproximação por estar conversando olhando um para o outro.
  • Itens pessoais: compartilhando uma blusa de moletom, uma capa de travesseiro para que tenham algo com o cheiro do outro mesmo longe.
  • Experiências conjuntas: assistam o mesmo filme, música ao mesmo tempo, ou joguem juntos.
Casal se beijando atrás de um balão em formato de coração
A tecnologia possibilita alternativas que amenizam a saudade. (Reprodução/Pexels)

Em conclusão, conversem para ver o que é melhor, testem coisas diferentes e explorem outras linguagens do amor.

Além de me contar nos comentários o que achou dessas ideias e qual sua linguagem do amor.

Deixe uma resposta