Uma das coisas que mais estressam os noivos, desde o momento em que decidem se casar, é a lista de convidados.

Embora esse assunto seja muito delicado, ele também é imprescindível. Até porque, a lista de convidados é a primeira decisão que os noivos terão que fazer junto em todo o planejamento do casamento.

A lista é o começo de tudo. O casal precisa saber quantos convidados irão ter na cerimônia para poder começar a pensar em todo resto.

Como por exemplo, o lugar, o buffet, e conseguir estipular o orçamento como um todo.

Por ser um assunto “chato”, tem que conversar sobre ele de maneira aberta e com muita diplomacia.

Caso isso não seja feito, algumas brigas e desentendimentos podem acontecer. No entanto, não é preciso se estressar muito com relação a lista de convidados, até porque, ao longo do caminho ela mudará várias vezes.

papéis com nome dos convidados escritos para colocar nas mesas
Os convidados são as pessoas que você escolhe passar o momento mais especial da sua vida juntos. Por isso, precisam ser bem escolhidos.


Como montar sua lista de convidados?

Caderno em cima de uma mesa azul clara, nele tem uma caneta dourada e alianças de ouro. Em volta tem buquês e laços


Quem convidar para o seu casamento?

Nesse primeiro momento, coloque o nome de todas as pessoas na lista. Claro que ela vai ficar enorme, mas não se preocupe.

O segundo passo é editar essa lista completa. Nessa etapa, você pode cortar algumas pessoas da lista.

Por exemplo, amigos e parentes distantes que você não encontra e tem um contato mínimo somente pelas redes sociais.


Outros que podem cortar são os amigos de parentes, os amigos virtuais também não precisam receber seu convite e, dependendo, também é possível cortar vizinhos e colegas de trabalho que não forem tão próximos.

Feito isso, você estará com uma lista menor em suas mãos com as pessoas mais importantes para você.

Um ponto a se levar em consideração no momento de convidar as pessoas é ter a certeza de quem estará presente são pessoas que agregam na vida do casal e desejam toda a felicidade do mundo para vocês.

Padrinhos e o noivo brindando garrafas de cerveja


Como diminuir a lista de convidados?


Para diminuir a lista, o casal tem que ter em mente que as pessoas que precisam estar na cerimônia são aquelas especiais para os noivos, que estão em seus corações.

São as pessoas que tem um convívio, se não diário, mais próximo e que fazem parte da história dos dois.

Tendo esses pontos em mente, reduzir a lista de convidados pode ser uma tarefa menos dolorosa.

Além desses pontos, é importante levar em consideração a proximidade, obrigação, despesas e a importância de determinada pessoa estar ou não no casamento.

Claro que divergências entre o casal irão acontecer, ainda mais se a família se envolver.

Mesmo que esse seja um momento de orgulho para os pais, é preciso entender que o casamento é dos noivos e são eles quem tem que ter a decisão final.

Convidados do casamento sentados em uma longa mesa brindando


Convidados dos sogros


Quando o assunto é família convidando para o casamento isso é um tópico a parte.

Claro que ninguém quer ser rude com os próprios pais ou com os sogros dizendo que eles não podem convidar ninguém, mas também deve haver um limite.

O número de convidados dos pais e dos sogros depende de alguns fatores. E um deles é se são eles quem estão pagando pelo casamento inteiro.

Se esse for o caso, é preciso ter uma conversa para acertar os pontos. Porque como o ditado diz: o combinado não sai caro.

Agora, se forem os próprios noivos quem estiverem bancando a maior parte da cerimônia e da festa não tem problema nenhum em colocar um limite nos convidados dos pais e sogros.

Uma regra boa para ser seguida é que entre 10 e 15% dos convidados seja para os pais da noiva e a mesma porcentagem para os pais do noivo.


Lista para a nova normalidade


Um fator influenciando a lista de convidados do casamento que ninguém imaginou foi a pandemia.

Por conta dela e de todas as restrições, tanto noivos, como fornecedores tiveram que se adaptar à nova normalidade.

Por conta disso, mais cortes na lista são inevitáveis. Esse ajuste por motivos de força maior tem que ser feito, mesmo nos lugares onde eventos já estão liberados.

Até porque, mesmo essas liberações tem restrições.

Noivos no altar, com convidados sentados com distanciamento social e usando máscaras

Então, com essa possibilidade de enfrentar restrições com relação ao tamanho da cerimônia, alguns coisas devem ser levadas em consideração.

Montando a lista de convidados no novo normal

Restrições das cidades

O primeiro passo é saber o que é permitido onde a cerimônia será feita. Uma grande parte de cidades tem restrição de número de pessoas.

Então, é preciso saber qual o máximo de convidados que vocês terão para que os cortes comecem.

Depois disso, a lista tem que ser composta pelos essenciais. Ou seja, aquelas pessoas que vocês não podem se casar sem elas estarem presentes.

Para fazer os cortes é interessante criar uma regra geral que se aplique para todos. Dessa forma, ninguém se sentirá excluído ou tomará o não convite como uma rejeição pessoal.

E claro que nesse momento de restrições pessoas que os noivos não conversam regularmente, colegas de trabalho que não são próximos e amigos que moram fora também devem ficar fora da lista.

Grupo de risco

O ponto mais delicado é com relação às pessoas que fazem parte do grupo de risco.

Mesmo com as vacinas, essas pessoas podem contrair o vírus e, por serem de um grupo de risco, terem maiores complicações.

Por isso, o mais prudente é que as pessoas já bem mais velhas não sejam convidadas. Contudo, isso vai da cabeça dos noivos e família.


Convites para seu casamento


Por fim, com a lista de convidados resolvida, o próximo passo é entregar o convite do casamento.

Ele é o primeiro contato que o convidado irá ter com a cerimônia, por isso é bem importante que ele passe a mensagem que os noivos querem transmitir. Isso vale tanto para a estética do convite como para o texto.

Nesse momento, não é recomendado entregar o convite de última hora. O aconselhável é que ele seja entregue entre três e dois meses antes do casamento.

E o prazo mínimo é com um mês de antecedência.

Além disso, sempre entregue o convite pessoalmente.

A não ser que a pessoa convidada more em outro estado ou país. E nesses casos, se certifique que o convite foi recebido e demonstre que aquele convidado é importante para você.

convites brancos com laço rosa em volta


Existem outros pontos para ficar atento e não cometer gafes nos convites:

  • Está ficando menos usual colocar o nome do homem em primeiro lugar no caso de casais, E é aceitável colocar primeiro o nome da pessoa que for mais próxima dos noivos.
  • Pessoas da mesma família, mas que tem filhos já casados deve ser enviado um convite para cada grupo familiar.
  • Use o termo “família” somente se todos morarem na mesma casa.
  • Evite apelidos
  • Usar apenas o primeiro nome é permitido se a intenção for ser menos formal
  • Evite escrever “esposo(a)”. Se não souber o nome, pergunte antes de fazer o convite.
  • Confira a grafia certa dos nomes dos convidados.
Clicar para ser atendido pela Altar Clicar para ser atendido pela Altar

Enfim, me conte nos comentários se sobrou alguma dúvida! E se você gostou desse artigo, também vai gostar de “Como fazer convite de casamento on-line“.

Deixe uma resposta