Acessórios são sempre uma coisa que a maioria das pessoas gostam e, normalmente, existe um que te agradará. Dentre os acessórios mais usados estão as correntes. Existem diversos tipos de correntes e é bom conhecer as diferenças entre elas.

Até porque, elas são lindas e combinam com praticamente tudo. Seja sozinha, com ou sem pingente, ou até com um mix delas, o fato é que ela sempre será um diferencial em qualquer roupa.

Por mais que a pessoa goste de correntes ela pode ficar um pouco confusa ao entrar em uma joalheira ou então na hora de fazer sua compra online por conta das diferentes denominações.

Você com certeza já reparou que cada corrente é de um jeito. Então, nada mais certo que cada modelo ter seu próprio nome. Mas nem todo mundo sabe diferenciar esses pontos.

O que diferencia as correntes entre si são os seus elos. A maneira como esses elos se entrelaçam é o que faz com que existam vários tipos de correntes.

mulher de vestido decotado verde usando mix de correntes de ouro

Além deles, as malhas também fazem com que cada corrente seja diferente uma da outra. O que difere ela dos elos é que as malhas tem seus elos mais juntos e passam a impressão de ser uma linha única.

Se mesmo com o conceito você ainda teve uma dificuldade de associar nome à corrente, nós colocamos aqui os tipos e como cada uma delas é.

Clicar para chamar especialista Clicar para chamar especialista

Tipos de Correntes

Corrente Fígaro

Duas imagens da corrente figaro


O elo estilo fígaro é composto por um elo maior seguido por outros três menores.

Essa sequência se repete em toda a extensão da corrente.

Mas tradicionalmente, esse tipo de elo é mais fino. No entanto, ele pode ser em vários tamanhos e gramaturas.

Corrente Grumet

Duas imagens da corrente grumet


Nesse tipo de elo, as argolas tem o mesmo tamanho e são presas na mesma direção.

Geralmente esses elos são um pouco entortados para que eles possam se encaixar receber um acabamento achatado.

Tudo isso para que fique mais confortável seu uso e para que a corrente transmita a sensação de lisa ao toque.

Corrente Marine

Duas imagens da corrente marine


Esse tipo de elo é parecido com o grumet com relação à posição das argolas, já que elas também parecem se encaixar umas nas outras.

Mas no caso do estilo marine, ele tem um detalhe no centro do elo que o marca no meio.

Correntes Ovais

Duas imagens da corrente ovais


Os elos ovais são mais tradicionais e são bastante usados no visual masculino.

O que caracteriza esse tipo de ela é por ele ser simétrico, comprido e arredondado nas pontas.

Corrente Cartier

Duas imagens da corrente cartier


Esse estilo de elo é o mais conhecido entre as correntes.

Nele, as argolas são simétricas, compridas e arredondadas, e nas pontas elas tem posição entrelaçada.

Nesse caso, uma fica na vertical enquanto outra na horizontal.

Corrente Cartier ovalados

Duas imagens da corrente cartier ovalados


Essa é uma variação do famoso elo. Aqui, eles também seguem o mesmo estilo que o comum, mas o que o difere é que suas argolas são achatadas.

Correntes Portugueses

Duas imagens da corrente portuguesa


O elo português é parecido com o cartier na posição deles, e o seu diferencial é o formato das suas argolas. Elas são perfeitamente redondas e não ovais.

Por conta disso, seu ajuste é bem fácil porque o fecho da corrente pode se prender em qualquer um dos elos.

Corrente Singapura

Duas imagens da corrente singapura


Aqui, já passamos para estilos de malhas. Dentre elas, a malha Singapura é uma das mais tradicionais.

Por mais que pareça ser uma corrente inteira, ela é formada por um conjunto de elos que ornam com elos retorcidos. Isso faz com que ela tenha um efeito de corrente torcida.

Corrente Corda

Duas imagens da corrente corda


Esse tipo de malha é como o próprio nome diz. São fios trabalhados tão perto que eles se retorcem e parecem com uma corda.

Corrente Piastrine

Duas imagens da corrente piastrine


Esse tipo de malha parece muito com as correntes com elo marine justamente pelo seu detalhe no centro da argola. O que a difere é sua gramatura, já que costuma ser bem mais fina, delicada e achatada.

Corrente Veneziana

Duas imagens da corrente veneziana


Esse tipo de malha, normalmente, é a queridinha das mulheres. Os elos dela são bem juntos e quadrados. Por conta disso, o espaço entre eles é quase imperceptível à distância.

Corrente Italiana

Duas imagens da corrente italiana


Ela também pode ser chamada de lacraia e tem seus elos retorcidos lembrando as escamas de algum réptil.

Os elos desse tipo de corrente se encaixam formando um “8”. Isso faz com que a malha seja mais robusta.

Assim, são ideias para quem gosta de um modelo mais pesado e que chama atenção.

Corrente Rabo de rato

Imagem da corrente rabo de rato


Pelo nome dessa corrente dá para imaginar como ela é. Diferente dos outros tipos, ela é um fio único, que se parece com o rabo de um rato.

Desse modo, são super delicadas e perfeitas para usar com pingentes.

Corrente Escapulário

Imagem de um escapulário com a parte de trás escrito "O senhor te abençoe e te guarde"


Muitas pessoas pensam que o escapulário é uma “correntinha”, mas a realidade é bem mais que isso.

Originalmente, ele foi feito de tecido e era uma faixa longa para ser colocada em cima do hábito dos carmelitas.

Foi apenas quando o uso foi permitido pelos leigos que ele ganhou uma forma parecida com a que conhecemos hoje.

Ele era feito de dois pedaços de tecido presos por um cordão, sendo que um tecido trazia a imagem de Nossa Senhora do Carmo, e o outro, o Sagrado Coração de Jesus.

Ademais, o seu nome é derivado da palavra “scapula”, que tem tradução variando entre “armadura” e “proteção’.

Mas os dicionários latim traduzem como “ombro” ou “escápula”, o que faz sentido visto onde ele é usado. No entanto, como ele é um símbolo seu significado está mais no sentido figurado.

Diferenças entre as correntes

mulher de vestido preto tomara que caia usando mix de correntes de ouro


Além dos tipos de elos que diferem os modelos, temos também palavras para designar cada peça que se coloca ao redor do pescoço. São elas: corrente, colar e gargantilha.

O colar foi um dos primeiros acessórios que os humanos usaram. No caso dele e da corrente, os dois podem se feitos de vários materiais. E quando eles são feitos de metal eles recebem o nome de corrente.

Já a gargantilha é usada mais colada no pescoço. E o que a diferencia do colar é que nesse caso, o colar é o acessório que fica mais solto, sendo ele curto ou longo.

Por que usar ouro?

homem de blusa preta usando corrente de ouro

Ao procurar correntes, você vai encontrar de diversos materiais, desde bijuterias, as semi joias e joias.

As bijuterias são feitas de latão, zinco e alumínio e pode-se misturar com outros materiais, como o níquel que é famoso por causar alergia.

Enquanto isso, as semi joias são feitas com esses materiais, porém são banhadas por materiais nobres (como ouro e prata). No entanto, com o tempo o banho pode sair e você precisará refazer.

Por isso, algo como um colar que você irá usar boa parte do dia, é ideal utilizar um de material nobre. No caso, são as joias. Isto é, feito de Ouro 18K ou Prata 950.

Por causa disso, os materiais mais vistos em correntes são ouro e prata, mas isso não quer dizer que eles sejam iguais. Existe uma razão para as correntes de ouro serem preferíveis.

Quando são feitas em ouro, elas não darão alergia, elas não oxidarão com o tempo, manterão sua qualidade e irão durar para sempre. Sendo então, um investimento.

Atendimento Personalizado

Enfim, me conta nos comentários qual seu tipo de corrente favorita!

Deixe uma resposta