Não é porque o ritual do casamento já existe há tempos que ele não se reinventa. Dentre as coisas novas está o chamado “save the date”, neste artigo você aprenderá tudo sobre essa prática.

Também conhecido como “reserva de data” ou “salve a data” esse será o primeiro contato que os convidados irão ter com o que está sendo preparado para o grande dia.

Por isso, dar uma atenção a ele já pode deixar todos com aquele gostinho de quero mais e vontade que o dia chegue logo.

Em outras palavras, o save the date é um convite não oficial que comunica aos convidados sobre o evento com antecedência.

O objetivo é que, dessa forma, os convidados possam se organizar para conseguir comparecer e aproveitar à festa.

Por que fazer?

imagem de convites escrito save the date

Muita gente pode pensar que ele é uma coisa dispensável, mas no mundo dos casamentos ele veio para ser mais um item de personalização da cerimônia.

Além é claro, de servir como um aviso tanto do evento que irá acontecer, como a sua data. Através do save the date, familiares e amigos distantes podem se planejar.

O save the date serve também para os noivos que farão um “destination wedding”, ou seja, um casamento onde todos os que forem comparecer precisarão viajar para algum lugar.

Mas ele não é restrito a esse tipo de casamento. Ele pode ser feito para qualquer tipo.

Um outro motivo para fazê-lo é que ele ajuda com relação a lista de convidados, já que recebendo o save the date, as pessoas podem confirmar ou não a presença.

Quando enviar?

Quando os noivos já definiram a data do casamento, o save the date já pode ser enviado.

O mais recomendado é que se envie seis meses antes se o casamento for acontecer na mesa cidade.

Contudo, em determinados casos, quando os convidados precisam se deslocar até onde será a cerimônia, esse pré-convite tem que ser enviado com 10 meses de antecedência.

Um ponto importante é saber que o save the date não é o convite oficial do casamento, onde tem todas as informações. Então, ele não substitui o convite. Ele é somente um lembrete.

Para quem enviar?

imagem de convite save the date

Como ele serve como um lembrete da data, mesmo que os noivos ainda não tenham a lista de convidados inteira fechada, o pré-convite pode ser enviado para os familiares que eles querem muito que estejam presentes.

Alguns dos primeiros que devem vir em mente são os que moram longe. Depois deles, os noivos podem pensar nos amigos que tem a certeza que irão ser convidados. E assim como no caso dos familiares, pensar primeiro nos que moram longe.

Clicar para conhecer os modelos da Altar Clicar para conhecer os modelos da Altar

O que é necessário para fazer?

Justamente por ser um lembrete, o save the date não precisa ter todas as informações, somente o necessário.

Por exemplo, o nome dos noivos, data e local onde será feito o casamento. Nesse pré-convite, os noivos podem ser bem criativos.

Geralmente, ele é no estilo do casamento, mas isso não é uma regra.

Ensaio

Assim como ensaios pré-casamento, o ensaio para o save the date é mais uma oportunidade dos noivos tirarem fotos lindas para anunciar a chegada do grande dia.

Por ser um “convite” menos formal, o ensaio pode ser nos mais diversos cenários. Como por exemplo nas montanhas, jardins, restaurantes, em casa ou em algum lugar que seja bem especial para o casal.

Os looks também não precisam ser super elaborados, mas se a noiva quiser ela pode usar um vestido longo ou curto branco.

O importante é o casal estar feliz e seguro para ter a certeza de que os registros capturarão a felicidade da espera pelo grande dia.

Formatos

Por mais que essa seja uma tendência relativamente nova no Brasil, já existem vários formatos diferentes de save the date para os noivos escolherem.

Online

imagem de um celular em que na tela está um convite de casamento estilo save the date

O formato que tem sido o queridinho dos noivos é o online. Até porque ele é moderno e prático.

Além disso, o save the date online dá aos noivos a possibilidade de criar o próprio ou então contratar uma empresa para fazê-lo.

E por mais que seja uma forma legal e rápida de enviar esse pré-convite é bom lembrar que não são todos os convidados que estarão acostumados com essas ferramentas digitais. Por isso que uma outra opção talvez seja melhor para esses convidados.

Impresso

convites de casamento save the date em papel

Os convidados que não tem tanta interação com a tecnologia vão adorar receber o save the date impresso.

Mas escolher esse tipo também pode ser uma preferência dos noivos para manter uma unidade maior com o convite formal da cerimônia.

No caso de um save the date impresso, o mais provável é que os envie pelos correios, por isso é importantíssimo um planejamento com antecedência.

Os noivos tem que alinhar com a empresa responsável pelo design e impressão sobre os prazos de envio. Assim, tem como evitar o corre corre de última hora.

Lembrancinha

caixinha com calendário mostrando a data de casamento dos noivos
Save the date

Além dos tradicionais online e impresso existe a possibilidade de transformar o seu save the date em uma lembrancinha. E quem não ama receber uma não é verdade?

Se esse pré-convite for um presente, ele pode ser um imã de geladeira, um marcador de livro, calendário, pen drive com algumas músicas que irão tocar no casamento, ou até mesmo uma caixa de docinhos.

As possibilidades de lembrancinha são infinitas, e assim como os outros dois formatos, ela pode ter a ver com o estilo da cerimônia ou ser relacionada com algum aspecto marcante do casal.

Vídeo

Outra possibilidade para aqueles que amam registrar tudo é fazer um vídeo.

Da mesma forma como no ensaio, aqui, os noivos podem escolher qualquer lugar ou então pedir ajuda dos profissionais que farão a filmagem.

No vídeo, os noivos podem contar a história de amor deles ou fazer imagens belas em paisagens de tirar o fôlego de qualquer um, Quem escolhe esse formato é mais fácil enviar pelo celular ou e-mail.

O melhor de tudo é que independente do formato que os noivos escolherem, o save the date pode ser posto em qualquer tipo de casamento, do rústico aos mais tradicional.

Uma outra dica é tentar fazer com que a caligrafia do pré-convite seja a mesma do convite oficial do casamento para que a papelaria da cerimônia tenha uma unidade e um visual homogêneo. Mas isso não quer dizer que ele tenha que ser igual ao convite.

Por fim, me conte nos comentários o que achou dessas dicas!

Clicar para ser atendido pela Altar Clicar para ser atendido pela Altar

Deixe uma resposta