Hoje em dia, casamento é sinônimo de muitas coisas.

É sinônimo, por exemplo, de passar horas e horas na internet procurando referências de decoração, de buffet, de vestido de noiva, dicas sobre como economizar na cerimônia, playlist’s para embalar a festa, lembranças, convites… e claro, alianças!

E neste artigo você irá conhecer sobre esse tipo de aliança como ela é produzida e saberá se vale a pena adquiri-la. Então se você está pensando em comprar, veja este artigo até o final.

[activecampaign]

Pois tudo depende do que você quer, afinal, não existe nada mais simbólico do que o casamento, que representa a união de duas pessoas, e que é simbolizada por um par de alianças.

Noivos dando as mãos.
As alianças representam a união de duas pessoas que se amam

O material das alianças importa

As alianças são uma tradição grega que surgiu devido ao formato circular do acessório, para representar que o amor é duradouro e infinito, que não se repete e não se esgota.

Essa prática ficou popular e começou a ser fabricada em diversos tipos de materiais. Outro fator, é a questão do tipo de material empregado, quanto mais sofisticado, representa o poder aquisitivo da casa.

As alianças são feitas para serem usadas 24 horas por dia e durante muitos anos, então precisam ser feitas com materiais mais nobres, para que com o tempo o material não se deteriore.

Clicar para conhecer os modelos da Altar Clicar para conhecer os modelos da Altar

E por isso deve ser considerada na hora de escolher o tipo de material é a durabilidade da peça e a resistência do material.

No entanto, um anel resistente e durável indica um alto valor, e o ouro é um material nobre que possui um custo mais alto.

Por isso, hoje existem vários materiais que são muito atrativos como os que são feitos de moeda antiga.

As alianças feitas com esses material, apesar do custo baixo e ser um material resistente e durável, há algumas desvantagens do uso desse material para selar o matrimônio, então é interessante que você saiba de alguns aspectos importantes antes de você escolher o material que será utilizado para suas alianças.

Como é feita a aliança de moeda antiga

O gosto por joias surgiu a muitos séculos atrás e só vem aumentando, e a preferência pelo tom dourado é unânime entre as pessoas que curtem joias. As joias de moeda antiga surgiram há muitos anos com o povo americano como uma alternativa mais viável,  fazendo com que muitas moedas americanas fossem se tornando anéis.

As moedas possuem em sua composição o bronze e o alumínio, que quando manipulado sob alta pressão e calor, conserva suas características como a sua cor dourada semelhante ao ouro, sem que seja necessário adicionar qualquer outro tipo de substância ou produto químico.

Devido a essa tonalidade, as alianças de moeda antiga tem sido bastante procurada por alguns consumidores, que não tem o conhecimento sobre todos os contras que vêm junto como o uso desse material.

Um ponto bem interessante, é saber que antigamente as moedas eram feitas para durar bastante, no entanto essa durabilidade não era favorável para o comércio, e por isso a qualidade desse material foi reduzida.

Antes, eram utilizadas usadas moedas datadas de 1920 a 1935, por serem consideradas materiais de longa durabilidade, sendo por exemplo as moedas de dois cruzeiros e 1000 réis são muito utilizadas nesse processo, pois realmente possuem um material que é mais resistente, não enferruja, descasca e envelhece.

Clicar para chamar especialista Clicar para chamar especialista

E hoje utilizam materiais bem inferiores, justamente pra não durar tanto e os consumidores terem que comprar outra de novo.

É um trabalho bastante artesanal, que consiste em perfurar a moeda e ir polido até estar pronta. Para a confecção de um anel, necessita-se apenas de uma moeda.

Esse modelo apresenta a mesma coloração que o ouro, no entanto a durabilidade é menor.

E mesmo as empresas fabricantes dessas joias dizendo ao contrário, é necessário tirar o anel, corrente, pingente ou pulseira para entrar na piscina ou mar, por exemplo.

Afinal, aliança de moeda antiga é boa?

Seu valor é bastante inferior em relação aos demais materiais, por exemplo, uma aliança de tungstênio custa em torno de R$300, enquanto que uma aliança de moeda antiga sai por volta de metade do preço.

Além do preço ser mais em conta, será que vale a pena utilizar a aliança feita deste material? Então veja no texto abaixo alguns aspectos importantes desse material.

Quando vamos escolher uma casa, um carro ou até mesmo um perfume, sempre procuramos investir nas opões que serão mais duráveis e que nos darão menos manutenção, certo?

Clicar para chamar especialista Clicar para chamar especialista

Com a aliança não pode ser diferente. Afinal, ninguém se casa pensando em separar (pelo menos é o que deveria).

Seguindo essa linha de raciocínio, se você investir numa aliança que não tenha uma boa durabilidade e que te dê manutenção recorrente, você estará jogando o seu dinheiro fora.

E vale a pena comprar alianças de moeda antiga?

Mesmo sendo  muito utilizadas, pois o custo é mais e conta em comparação às alianças de ouro, essas alianças valem a pena?

Já sabemos que as alianças de moeda antiga não duram tanto quanto as alianças de ouro e/ou prata e elas vão exigir de você uma limpeza semanal.

Apesar do custo baixo e ser um material resistente e durável, há algumas desvantagens do uso desse material para selar o matrimônio, então confira abaixo alguns aspectos importantes antes de você escolher a sua aliança feita de moeda antiga:

As alianças de moeda antiga vão escurecer e você vai precisar polir, caso as queira brilhantes outra vez.

É provável que você já tenha tido a experiência de receber moedas enferrujadas e escurecidas.

As joias de moeda antiga, assim como as próprias moedas, quando em contato com substância como: antissépticos, enxofre, perfume, água oxigenada, podem ficar manchadas.

O ácido úrico e o iodo presente no organismo podem sujá-las, mas basta um polimento para que voltem a brilhar normalmente.

A composição das moedas antigas contém Metais prejudiciais à saúde

Adquira sempre jóias certificadas e não coloque em risco sua saúde! Metais de moedas podem estar contaminados com metais prejudiciais à saúde como níquel e chumbo, que quando em contato com o organismo podem causar reações alérgicas.

O níquel é o causador dos grandes problemas de alergias, é um metal presente nas moedas. A alergia acontece por causa da genética e também por fatores ambientais da vida do paciente.

Clicar para ser atendido pela Altar Clicar para ser atendido pela Altar

Muitas pessoas podem adquirir dermatite de contato, de acordo com a OMS, estima-se que 20% da população mundial é alérgica ao níquel. Os sintomas mais comuns que aparecem na pele são:

  • Coceira (Prurido)
  • Manchas vermelhas ou erupções
  • Sensação de picada
  • Formação de bolhas
  • Sangramento
  • Infecções
  • Distúrbios intestinais, como: inchaço, diarreia, perda de peso ou ganho.
  • Sintomas sistêmicos generalizados: cefaleia, fibromialgia, respiratórios)

A alergia acontece por causa da genética e também por fatores ambientais da vida do paciente.

O ideal é evitar o uso das jóias de moedas antigas. Buscar por jóias que não contém níquel em sua composição, preferir utilizar jóias de ouro ou bijuterias de aço cirúrgico.

Além do níquel, o chumbo também está presente na composição da moeda, ele é um metal altamente cancerígeno que em contato com a pele diariamente, vai sendo absorvido pela pele.

Esverdeamento da pelo onde fica em contato com as alianças

Além do mais, a parte do dedo que fica em contato com ela pode esverdear, principalmente para quem tem alta concentração de ácido úrico e iodo presente no organismo, o que pode liberar substâncias que deixam o local em contato com a aliança esverdeada.

Além disso, em contato com substâncias como: antissépticos, enxofre, perfume, água oxigenada, podem também manchar a aliança. Em comparação ao ouro, esse material oxida com mais frequência.

Facilidade de arranhar

Durante o uso das alianças de moeda antiga, tendem aparecer vários arranhões na peça com o seu uso
Com o passar do tempo, vão aparecer alguns arranhões na aliança de atritos no dia a dia.

Esse problema pode ser facilmente contornado com um polimento, no entanto é um custo a mais.

Necessidade de mais manutenções

Esse material exige que se faça mais manutenções, pois com o tempo a peça tende a escurecer, por isso para limpar é necessário utilizar produtos para polimento de metais.

O que exige um certo custo e tempo para manter as peças, que por outro lado são cuidados que não são tão necessários quando as peças são confeccionadas em ouro.

O material da moeda antiga oxida mais fácil

As alianças de moeda antiga podem oxidar com mais facilidade, ficando com aspecto fosco, opaco ou vermelho.

Fora que, se você não comprar num lugar de confiança, podem te vender uma moeda de latão, e você não vai quer usar latão como símbolo do seu compromisso, né?

As moedas antigas tem baixo preço de revenda

Os anéis de ouro podem ser revendidos por um bom preço, de acordo com o seu peso. Já os anéis feitos de moeda antiga não conseguem preço de revenda bem inferior em relação às alianças feitas de ouro e até mesmo tungstênio.

E se fosse ouro?

O ouro além de não desvalorizar, é um metal incrível, durável pois em sua composição são utilizados metais nobres como prata, cobre e paládio, essa liga além de garantir a durabilidade também confere ao ouro diferentes tonalidades.

Diferente da jóia de moeda antiga, as peças em ouro têm baixo risco de alergia, pois não é utilizado níquel que além de alergênico também é considerado, e comprovado, cancerígeno.

As peças em ouro são consideradas recicláveis, pois através do refino pode restabelecer suas características e ser utilizado na confecção de novas jóias sem perder a qualidade.

Quero escolher minha aliança

Aliança Altar em ouro 18k com brilhante central.
Aliança Altar em ouro 18k com brilhante central. 

Afinal, vale a pena utilizar este material para fabricar as alianças?

Em resumo, as alianças são símbolos de um momento muito importante da cerimônia, elas significam que a relação será duradoura e infinita. Por isso, é importante escolher bem as suas alianças.

As alianças feitas de moedas antigas, apesar de terem um valor inferior e serem bastante populares, é um material que tem fácil oxidação, apresenta vários arranhões.

Quando em contato com algumas substâncias podem deixar o local que entra em contato com a joia com uma coloração esverdeada.

Em sua composição possui metais que podem ser prejudiciais à saúde. Por isso, vale a pena investir em um material de melhor qualidade.

Realmente não foi fácil pesquisar a respeito desse assunto, uma vez que a maioria dos produtores de conteúdo desse setor são joalherias… e joalherias que vendem alianças de moedas antigas.

E o que elas querem é: vender.

Diferente disso, a Altar não quer só te vender uma aliança. Nós queremos te vender sonhos realizados. Queremos te entregar qualidade e exclusividade, afinal, quem cria é você.

Nós fomos atrás de casais que já fizeram esse péssimo investimento e ouvimos suas histórias frustradas.

O conselho que todos eles deram foi:

não invista nisso. Junte um pouco mais de dinheiro e compre alianças de ouro ou prata, e assim você não irá se arrepender.

Ah, a maioria deles também relataram o péssimo atendimento no pós-venda. Assim que as peças escureceram, alguns casais entraram em contato com o vendedor e receberam as mesmas desculpas. Ou seja, comprar aliança de moeda antiga é o mesmo que comprar os anéis banhados a ouro que custam R$25,00 reais.

A Altar é especialista em alianças, e você pode acessar nosso catálogo no seguinte link: https://usealtar.com.br 

Quero escolher minha aliança

Deixe uma resposta