Se você tem costume de ir em joalherias ou estar pensando em ir, é melhor ler este artigo antes. Pois, é possível que você esteja sendo enganado.

O segredo é, a joia que você comprou pode não ser 18k ou 750, mesmo fazendo o teste de ácido.  Isso, porque muitos joalheiros para conseguir um lucro maior, usam menos ouro do que dizem.

Mesa branca, em cima dela têm: com xícaras, bule, fones de ouvido e um colar dourado em forma de coração
Nem sempre a joia que você comprou vem com a quantidade de ouro prometida. (Reprodução/Pexels)

Você me pergunta: Mas foi feito o teste, por que não é 18k ou 750?

Antes disso, vamos explicar para você o que é o ouro 18k ou 750.

O ouro é o metal mais maleável, ou seja, ele puro não apresenta consistência o suficiente para se manter estável.  Desse modo, é preciso misturar ele com outros metais, criando uma liga, para assim, garantir mais resistência à joia. Além disso, são justamente esses outros metais que determinam qual será a coloração do ouro: amarelo, branco ou rosé.

É a partir da quantidade de ouro e da liga que se têm as suas classificações:

Em primeiro lugar, tem o de 24k (quilates), ele é o ouro puro, também chamado de “ouro fino” ou “ouro mil”, visto que sua composição representa 100% de ouro.

Em segundo, há o de 18k, ou “ouro 750”. Ele é o mais usado aqui no Brasil. Sua composição é  75% de ouro puro + 25% de outros metais (como: cobre, prata, paládio, etc.).

Em terceiro, existe o 14k, ou “ouro 575”. É o utilizado nos Estados Unidos. Apresenta 58,3% de ouro puro + 41,7% de liga.

Ademais desses apresentados, que são os mais utilizados, existem outros como o de 10K e de 9K. Caso queira ver a tabela com a porcentagem dos outros, clique aqui.

Tem um espelho deitado, em cima dele foram colocados vários anéis dourados, bem como uma "concha" em que nela tem um colar com pingente de coração e por último tem uma vela com cheiro.
É importante entender esses conceitos para poder escolher com consciência. (Reprodução/Pinterest)

Agora, sobre o teste de ácido.

Então, vamos supor que você decidiu comprar um colar de 18K.

Ao chegar em uma joalheria, para eles provarem que o colar realmente tem 75% de ouro farão o “teste de ácido”.

O teste de ácido, funciona da seguinte maneira: esfrega-se a peça de ouro na pedra preta (a própria para o teste). Em seguida, é pingado uma gota do ácido em cima do riscado que ficou. Se o riscado continuar, o ouro é verdadeiro e em teoria é de 18k.

Mas na realidade, o teste de ácido tem uma variação. Ele identifica como ouro acima de 70%.

Dessa forma, se o colar tiver 70% de ouro, o joalheiro pode dizer que têm 75% e pelo teste não daria para notar. Alguns fazem essa desonestidade para poder lucrar. Já que ao fabricar a peça, gastou menos com o ouro.

Bancada com vários joias douradas, algumas dentro de uma embalagem de plástico aberta, outras dentro de um porta-joias. Além disso, também tem uma vela e alguns produtos em cima da mesa.
O problema não é ter uma peça com 70% de ouro, mas sim, vendê-la alegando que têm 75%. (Reprodução/Pinterest)

Qual o teste ideal para se fazer?

Existem dois tipos que são ideais, o teste de mancha e o da balança.

O spot test”, ou teste de mancha, é um método da química analítica, em que se usa quantidades mínimas do material a analisar e do reagentes, por meio da eletrólise. Neste caso, ele tem como função identificar metais verdadeiros.

O teste funciona assim:

Processo do teste de mancha explicada na imagem.
Teste químico, chamado “spot test”. (Reprodução/Canadian Conservation Institute)

Em dado momento, após a eletrólise, onde se encostou um filtro de papel no ouro testado, se molha o filtro de papel com uma solução de cloreto de sódio saturado. Se ele mudar a cor de amarelo para preto, o ouro é verdadeiro.

Duas imagens, experiência química. Na primeira tem o filtro de papel que havia sido encostado no ouro, por isso ele está na cor amarela, já a segunda imagem o filtro de papel está na cor preta.
Após o contato do filtro de papel com a solução de cloreto de sódio saturado, se a cor amarela mudar para preta, o ouro é verdadeiro. (Reprodução/Canadian Conservation Institute)

O outro teste, é através de uma balança. A que está de exemplo abaixo, é uma balança eletrônica digital, ela mede o peso em água. Segundo o site de venda, ela serve para medir: o quilate do ouro, em porcentagem, bem como da prata, e o percentual das outras ligas metálicas que o complementam.

Balança Eletrônica Digital Para Teste de Pureza do Ouro AU-300K. Suas cores são amarelo e preto, e seus botões vermelhos;
Exemplo de balança eletrônica digital. (Reprodução/HongTuo Instrument)

Assim, é importante ir em lugares confiáveis, para ter certeza que não está sendo enganado. Como aqui, na Altar Alianças, que o ouro é 18k e garantimos que ao serem feitos os testes citados, terá com resultado 75% de ouro.

Me conte nos comentários o que achou sobre a postagem de hoje e se você já sabia sobre isso.

 

Comentários (4)

Deixe uma resposta